Bem vindos (as) ao Hyuna Brasil! Somos sua maior, melhor e mais completa fonte de notícias sobre Kim HyunA no mundo! Aqui, você irá encontrar vários tipos de conteúdos sobre essa cantora maravilhosa! Obrigada por visitar nosso site e espero que se divirta! Volte sempre!
18/06/20

Se você é amante da cultura sul coreana e se permite estudar um pouco mais sobre alguns assuntos relacionados aos costumes da Coreia do Sul, então você já deve ter ouvido falar e até lido por aí sobre o quanto o país é conservador e, não temos um cenário muito diferente quando falamos sobre a indústria do K-Pop. Mas será que todo esse conservadorismo, principalmente a necessidade de passar uma imagem de ser puro e inocente, é geral, ou tem o seu público específico e selecionado?
Nesta terceira matéria do #TBH, trouxemos 3 momentos em que a HyunA teve suas coreografias, letras e MVs censurados por apresentarem conteúdo considerado “explícito” pela mídia coreana, mas, que já vimos vários outros artistas – homens – fazendo sem ser classificado com “censura”. Devida a tal seletividade, preferimos tratar tais situações como boicote do trabalho de uma das várias mulheres na indústria do K-Pop que não permite se prender ao estereótipo de “garotinha inocente” e que prefere mostrar todos os outros lados que uma mulher pode ter, além daqueles que lhe são impostos pela sociedade. A última vez em que HyunA foi censurada, foi durante as promoções de “Roll Deep”, devido a sua coreografia. Mesmo que já tenham se passado quase 4 anos desde então, isso não deixou de ser um problema para outras mulheres da indústria.

3. Melting (2012):
Não é de hoje que a cultura da censura de artistas mulheres vem se reproduzindo na mídia coreana. Desde o lançamento de seu primeiro single “Change”, em 2010, HyunA, assim como várias outras solistas e girlgroups, vem sofrendo com banimentos e boicotes nas emissoras de rádio e TV de seu país. Porém, durante o lançamento de seu segundo Mini Álbum solo, “Melting”, em outubro de 2012, HyunA não enfrentou apenas o banimento da coreografia e do MV da faixa título do álbum, “Ice Cream”, o que levou a modificação da coreografia para que sua promoção fosse permitida em programas da KBS e da MBC, como também teve a reprodução da  faixa b-side do álbum, “Very Hot”, primeira música escrita completamente pela HyunA, removida das estações de rádio das mesmas emissoras citadas anteriormente.
De acordo com a KBS e a MBC, a necessidade de banimento surgiu devido a parte da letra em que HyunA cita o aplicativo de mensagens Kakao Talk. Convenhamos que foi uma péssima desculpa, já que a HyunA poderia facilmente fazer a mudança da letra, como vários outros artistas fazem em situações como essa.
Já no que diz respeito ao banimento do MV de “Ice Cream”, as emissoras alegam ter acontecido devido a utilização de “roupas curtas demais”, “movimentos sugestivos” durante a coreografia e a presença de “cenas provocativas”.

2. Bubble Pop! (2011): Em 2011, durante as promoções de seu tão esperado primeiro Mini Álbum, “Bubble Pop!”, HyunA não se livrou do boicote da mídia sul coreana. Após os primeiros dias de promoção da faixa título do álbum, a mesma teve seu MV e coreografia parcialmente banida pelos principais Music Shows do país. A Comissão de Padrões e Comunicação da Coreia alegou na época que alguns movimentos eram muito “atrevidos/picantes” para os telespectadores adolescentes, então as promoções deveriam ser interrompidas, a menos que os passos da coreografia fossem alterados.
Após essa decisão, a Cube Entertainment anunciou que a HyunA não iria mais promover a faixa “Bubble Pop!” e que a partir da semana seguinte iria promover a segunda faixa do álbum “Just Follow”. De acordo com a Cube, naquele ponto era “impossível mudar a coreografia. Se nós removermos os movimentos considerados problemáticos, nós iremos comprometer fortemente o sentimento que a canção deseja passar”.
Meses depois, HyunA voltou a promover a música, com a parte do dance break, a que tinha sido considerada imprópria, alterada, como é possível observar a partir dos 2 minutos e 10 segundos do vídeo abaixo. E mesmo com a falta de promoções adequadas, a música foi o maior hit por uma mulher coreana em 2011 e também foi marcante em 2012, se mantendo até hoje como um dos maiores hits da história do K-Pop.

1. Change (2010): A perseguição à HyunA vem acontecendo desde o seu debut solo, em 2010 (ou bem antes disso, se formos falar de notícias falsas e rumores que circulam na internet desde o seu debut no Wonder Girls, em 2007).
Com o single de estreia da cantora, “Change”, a história não foi muito diferente do que veio nos dois anos seguintes. O MV foi classificado como +19 pela KBS (quando a própria HyunA tinha apenas 18 anos!?) e, assim como sua coreografia, foi banido da TV coreana  literalmente pelos “movimentos pélvicos”. No dia 14 de janeiro de 2010, 4 dias após o lançamento da música e do MV, a Cube se pronunciou da seguinte forma:

“Estão alegando que o MV  contem referências sexuais. Nós vamos aceitar a restrição, mas estamos planejando fazer  algumas edições no MV e pedir uma revisão da KBS para exibir o MV.” 

Como planejado, foi lançada uma segunda versão do MV. A SBS anunciou que o MV seria classificado como +15 e a MBC disse que ficaria visível para todos os públicos, a KBS não se pronunciou.
Assista o debut stage da HyunA com “Change”, e tire suas próprias conclusões a respeito dessas decisões.

Nota do editor: Infelizmente, o HBR sabe que essa situação não é exclusiva da Coreia do Sul, e que mesmo muitos anos depois desses acontecimentos, várias outras artistas tiveram suas músicas, videoclipes e coreografias censurados por serem um pouco mais “sensuais”, e não podemos omitir o fato de que o cenário não é o mesmo para os homens, que por muitas vezes têm performances ainda mais picantes do que as mulheres e não são tratados de tal forma. Não queremos de forma alguma que os idols homens sejam tratados dessa forma, mas sim que as idols mulheres tenham os mesmos direitos que eles têm. Também reconhecemos que é um tópico delicado e muito necessário de se falar sobre, pois só falando sobre tais assuntos, é que eles irão deixar de ser um tabu, mais e mais a cada dia.

“Assim como cada grupo tem seu estilo e conceito diferente, cada cantor ou cantora também tem o seu próprio estilo e performance visual. Isso não se tornaria mais natural se nós falássemos sobre isso e continuássemos vendo isso?” – HyunA, 2012.

Fonte: Allkpop | Soompi | Chosun | Asiaone

Texto por: Yves Santos, HYUNA Brasil.

Todos os direitos reservados ao HyunA Brasil | Layout por: JULIA & Codificação por: Lannie D