Bem vindos (as) ao Hyuna Brasil! Somos sua maior, melhor e mais completa fonte de notícias sobre Kim HyunA no mundo! Aqui, você irá encontrar vários tipos de conteúdos sobre essa cantora maravilhosa! Obrigada por visitar nosso site e espero que se divirta! Volte sempre!
24/01/21

Após mais de 1 ano e 2 meses sem novos lançamentos, HyunA está se preparando para o seu retorno com seu sétimo Mini Album, entitulado “I’m Not Cool“, com lançamento previsto para o próximo dia 28 (Janeiro).

Em entrevista para a W Magazine Korea, HyunA fala sobre o processo de criação de seu novo álbum, experiência de trabalhar com PSY e Dawn, sobre os velhos tempos de carreira e sobre seu processo de recuperação de problemas de saúde no último ano. Confira abaixo a entrevista completa com tradução pelo HBR.

WKorea, edição Fevereiro 2021: “Only HyunA”.

Um dia, HyunA estava no palco com cabelos dourados e pele bronzeada, tirou e jogou seu salto alto, e continuou dançando. Com o passar do tempo, é o rosto dela que vem em mente quando você pensa em um vermelho quente e sexy, e hoje ela está pronta para se transformar em uma cobra venenosa com um charme único e sexy. Em breve, uma performance que só é possível para a HyunA será revelado. 

Muito peso foi perdido: HyunA está comendo bem, mas não o suficiente para continuar assim. Não importa o quanto ela coma, ela queima suas calorias muito rápido. Também temos a ansiedade e o nervosismo de seu comeback para culpar. 

Originalmente, um comeback com a nova música “Good Girl’ foi anunciado para ser lançado no último Agosto, mas isso foi infelizmente adiado devido aos problemas de saúde que HyunA enfrentou. HyunA prometeu subir ao palco depois de um longo tempo e estava se preparando para um full album. Durante as preparações deste comeback, problemas de saúde como desmaios e fraqueza continuaram aparecendo e as atividades foram canceladas. “Eu queria subir ao palco de novo, mas meu corpo não estava bem. Eu quase enlouqueci.”

Nas redes sociais, quando você compartilhou seu estado de saúde, tiveram muitas pessoas que te enviaram mensagens de apoio: Eu estava chateada comigo mesma por não manter minha promessa, mas conforme eu recebia tantas mensagens das pessoas que estão ao meu redor, eu não me culpei mais. Uma pessoa me enviou mensagem dizendo que havia passado por uma experiência parecida (desmaio) no metrô. Até mesmo os que disseram que não eram meus fãs mas escreveram para mim porque eles não conseguiam não se lembrar de seus problemas. Síncope vasovagal e desmaio são muito repentinos e desconhecidos. Como você de repente entra em colapso, é quase impossível de interromper isso, é por isso que tenho tantas feridas nos ombros e atrás da cabeça. Enquanto eu descansava, eu li todas as mensagens e cartas uma por uma. Eu pensei, que mesmo que eu comece devagar, eu acho que eu tenho que começar a me mostrar de pé de novo, então eu posso voltar o mais rápido possível.

Você anunciou a notícia do seu comeback de janeiro. Esse deve ser um momento muito significativo para você. Subir ao palco vai resolver todas as minhas dificuldades (risos). Outra coisa que me deixa animada é que essa é a primeira vez que trabalhei em colaboração na música título, ao invés de sozinha. PSY e Dawn quase sentiram como se eles estivessem ativamente se tornando o “Time da HyunA”, cada um deles se afundando em suas ideias, então o time acabou indo numa boa direção. Essa foi realmente a primeira vez que fiz isso. Eu originalmente faço tudo do trabalho sozinha. Olhando de novo para isso, sempre tinha trabalho de casa a ser feito. Sempre havia uma linha guia do que fazer e quando fazer, eu sempre segui isso e sistematicamente me preparei, mas dessa vez, nosso grupo ficou junto e tentou trabalhar de maneira refrescante (em um tempo frio).

“Flower Shower” foi lançada no último ano. PSY não participou da composição? Isso mesmo. Isso combinou muito com ele. Teve muita luta e uma recuperação muito rápida (risos). Teve muita conversa enquanto me preparava para esse álbum. Frequentemente ele me mandava mensagem dizendo “Você tem compromisso hoje, como o seu corpo está?

O que você mais projetou na sua mente enquanto se preparava para este álbum? Toda vez que me preparo para uma atividade, eu penso sobre qual lado de mim, qual personagem eu vou mostrar. Dessa vez, foi uma cobra venenosa. Assim que eu ouvi a title track pela primeira vez, eu pensei, “essa é uma música de cobra“. Dawn, que estava ouvindo a música do meu lado, disse “O que você acha da letra ‘Não tem nada mais venenoso do que eu, como uma víbora?” Eu gostei muito disso e decidi me tornar uma cobra. A aparição de uma víbora é única e vislumbra as pessoas, mas mesmo assim, é venenosa, então ninguém pode nem pensar em tocá-la. Eu acredito que também tenho essa dualidade, mesmo que eu queira ser gentil, eu também quero ser uma garota má no palco. Alguns dias eu quero parecer fofa e de repente eu quero me sentir sexy. 

‘Dualidade’ é uma palavra que te define? Eu acredito que sim, porque eu odeio ser limitada e confinada em uma só imagem. Qualquer coisa é aceitável, desde que esteja aberto a interpretação. Têm muitas vezes que tento fazer um conceito e durante minhas atividades e percebo aqui e ali “eu também consigo fazer isso“. Não é restrito a ficar em apenas uma personalidade ou personagem. Se você decidiu subir ao palco como uma persona diferente, você vai estar preso com essa persona até mesmo na sala de prática e nunca se livrar disso. Quando eu saio do palco, eu nem me lembro do que estou fazendo, então é preciso focar na sala de prática para viver o personagem o mais completamente no palco. 

Seu primeiro Mini Album Bubble Pop foi lançado há exatos 10 anos atrás. Esse foi um lançamento muito forte para uma solista e foi o álbum que te tornou a ‘Sexy Queen’. Como você se lembra desses dias? Eu me lembro claramente. Naquele tempo, o palco era muito divertido e eu pensava se eu sempre iria querer estar nos palcos, como agora. Eu era tão jovem que eu não conseguia nem perceber que eu só tinha 20 anos e trabalhava tão duro sem saber de nada. Se você olhar para minhas performances durante essa época, você pode ver que eu era muito saudável e cheia de energia. A confiança gritava ‘Eu sou a melhor‘, sem nada para esconder. 

Comparando com agora, a indústria musical era muito mais conservadora há 10 anos atrás. Você acha que era por causa da sua força e confiança que você conseguia aparecer com um conceito tão forte naquela época? Para ser sincera, eu realmente não fiz nada demais. Tinham muitos experts que já haviam feito isso, então eu pude tocar com o conteúdo do meu coração no palco. Eu acho que confiei nele e segui ele o suficiente.

Você não acha que as pessoas que estavam ao seu lado nessa época guiaram você porque viram algo no seu interior? Obrigada por ver isso dessa forma… Eu estava apenas sendo confiante e me divertindo toda vez que eu podia. Quando tanta gente ao meu redor dizia que eu era bonita, ou me dava músicas e coreografias, eu tentava atender suas expectativas sem arruinar isso. Tem uma coisa que meu pai sempre me dizia quando eu era criança “Tem muita gente que está aqui por causa de você, mas você não está aqui por causa de outras pessoas.” Quando eu era mais jovem, eu não entendia isso. Mas conforme o tempo passa, essas palavras parecem mais reais a cada ano. 10 anos atrás parecia que as pessoas ao meu redor queriam que eu fizesse melhor e fosse melhor no palco, mas talvez eu quisesse ter sido mais reconhecida por essas pessoas. 

Você se lembra da primeira vez que você percebeu sua confiança e seu charme único? Quando eu estava no ensino fundamental, eu não tinha muito o que fazer, então meu pai me disse para aprender a dançar. Enquanto eu estava na escola, eu aprendi coreografias e um dia eu tive a oportunidade de subir em um pequeno palco e performar. Logo que subi no palco eu percebi um tipo de sentimento. Era o prazer de estar pondo em prática algo em que eu estava trabalhando, no palco, e também o desejo de fazer ainda melhor na próxima vez.

Quais são os equívocos mais comuns que as pessoas têm de você? Não são muitos? Fofoca e mal entendidos são comuns e naturais atualmente. É muito triste no sentido de que eu acabo aceitando coisas que nem são verdade sobre mim.

Isso não deve ser fácil. Eu não acho que foi tão difícil. Também têm muitas pessoas boas ao meu redor. Primeiro, os fãs são os melhores. Não importa o que eu faça, eles nunca vão embora e sempre ficam do meu lado.

O que você ouve com mais frequência sobre você mesma dessas pessoas próximas de você? Talvez dos staffs, eu os encontro mais do que minha família, eu ouço “É uma pena” frequentemente. Eu pergunto para mim mesma “Eu tenho tudo, por que sentem pena de mim?” Quando eu pergunto isso as pessoas, elas não sabem a resposta. É provavelmente porque eles veem o quanto eu trabalho duro, até sangrar.

No último outono, eu entrevistei o Dawn, que deve ser a pessoa mais próxima de você. Naquele dia, perguntamos qual tipo de pessoa você é para ele, e ele disse que você é a pessoa que pode dar a ele estabilidade mental. Ele disse que não era um homem gentil até ele conhecer você e sua gentileza infinita. Eu sei disso (risadas). Está certo, eu penso isso também. Para mim, Dawn é uma pessoa que não posso comparar com nada. Ele é a pessoa mais amável no mundo e uma força incrível na minha vida, ele é um amigo com quem posso me divertir sem perceber que o tempo está passando porque nós combinamos demais. Ele é o mais rápido em fazer minha tristeza ir embora, quando eu estiver reprimida ele vai calmamente me animar, ou quando estou cansada ele diz “Ok, siga em frente, e quanto a isso, você consegue?” ele é a pessoa que me dá forças. Ele é alguém que eu não posso trocar por nada no mundo. Eu não posso imaginar um mundo sem o Dawn. 


Tradução: Yves, HYUNA BRASIL/Créditos: HyunA Source.

Todos os direitos reservados ao HyunA Brasil | Layout por: JULIA & Codificação por: Lannie D